Buscar
  • marianadiascadastr

Você tem sido um câncer no tecido da vida?

Seres humanos tem se comportado como célula cancerígena no tecido da vida deste planeta. E vou dizer porquê:


Você já viu de onde vem a carne de vitela? Veja a seguir a descrição que extraí do site Conexão Tocantins (https://conexaoto.com.br/2008/11/23/carne-de-vitela-saiba-o-que-voce-esta-comendo):


“Veja como é obtido este produto: assim que os filhotes nascem, são separados de suas mães, que permanecem por semanas mugindo por suas crias. Após serem removidos, os filhotes são confinados em estábulos com dimensões reduzidíssimas onde permanecerão por meses em sistema de ganho de peso, alimentação que consiste de substituto do leite materno.

Um dos principais métodos da obtenção da carne branca e macia, além da imobilização total do animal para que não crie músculos, é a retirada do mineral de ferro da sua alimentação tornando-o anêmico e fornecendo o mineral somente na quantidade necessária para que não morra até o abate.”


(sistema de tortura com requintes de crueldade, não?)


Nós, humanos, impedimos que esse bezerro seja o que ele nasceu para ser: um boi (são os filhotes machos das raças leiteiras), exatamente como é.


Assim como uma roseira nasceu para florescer: ela cresce, gera seus galhos, folhas e espinhos, gera suas rosas que surgem como um botão, desabrocham e murcham, geram alimento para outros seres, geram sementes que se tornam roseiras e assim vai. Você já pensou em impedir uma flor de desabrochar? Não parece uma idéia absurda?


Pois é, é tão absurda quanto impedir que um bezerro se torne o boi que nasceu para ser.


E vou dar só mais um exemplo: está vendo esse outro bichinho aqui?

Filhote de ser humano, igualmente impedido por humanos de ser o que nasceu para ser. Nem o bezerro e nem essas crianças puderam desfrutar da energia e da magia de ser criança, de brincar, de explorar, de experimentar o mundo para crescer e se expandir, e não para tentar sobreviver em uma existência miserável.


Nem estes bezerros, nem essas crianças, e nem diversos outros seres, puderam realizar o maior propósito da Vida, que é realizar-se, ou seja, SER O QUE JÁ SE É, através das atividades de exploração, de aprendizado, de desenvolvimento físico, psicológico, através de toda e qualquer atividade neste mundo, dirigidos pela sua mais pura natureza, colocando e expressando no mundo a natureza que carregam dentro de si, exatamente como uma roseira.


TODOS OS SERES NASCERAM PARA REALIZAR NO MUNDO O QUE NATURALMENTE SÃO, SIMPLES ASSIM.


Nós, como humanidade, criamos um sistema sócio econômico cruel e doente, onde o acúmulo de imensamente mais do que o necessário para uma boa vida de conforto, é incentivado e mantido através da marginalização da grande massa à ignorância, através do cultivo do medo da escassez de dinheiro, comida, emprego, através do apelo religioso, ideológico, roubando-lhes direitos, o senso de auto eficácia, de merecimento, pertencimento, etc. E esse sistema impede muitos outros seres vivos de se realizarem, incluindo seres da nossa mesma espécie. E assim, temos sido células cancerígenas no tecido da Vida no planeta Terra.


E você? Você se realiza através de suas atividades no dia a dia? Ou está sendo impedido também? O que te impede? Certamente você mesmo tem parcela de responsabilidade nisso, já adianto.


Certamente você se impede de se realizar ao tomar decisões resultantes de rasas reflexões sobre o que você realmente quer, o que realmente te representa, o que realmente é importante para você. Você certamente se impede de se realizar por medo, seja lá do que for. Você impede sua própria natureza de diversas formas.


Alguns humanos estão mais reféns do que outros deste sistema sócio econômico humano. Sabemos que algumas coisas não podemos mudar sozinhos ou imediatamente, e colocar energia naquilo que não se pode mudar é burrice. Mas há muitas outras coisas que podemos fazer para aumentarmos a autonomia sobre nossas vidas e nos colocarmos na rota natural da vida de autorrealização, para a qual todos nascemos com uma motivação intrínseca que gera o impulso natural para agir neste sentido. É aí que temos que colocar nossa energia: na conquista de nossa autonomia. Quanto maior a autonomia sobre nossas vidas, mais podemos nos autorrealizar.


Daqueles bezerros, foi tirada a autonomia sobre suas vidas, sobre seus movimentos! Se dermos a cada um deles a liberdade em seu habitat natural (ou artificialmente criado dando a eles as condições que o habitat natural daria), imediatamente e naturalmente começarão a agir no sentido da autorrealização, ou seja, viverão de forma espontânea sendo unicamente o que nasceram para ser.


Todo ser humano que não se permite realizar-se e não permite que outros se realizem, é uma célula cancerígena no tecido da vida.


E você? O que você pode fazer para deixar de ser uma célula cancerígena e passar a ser uma célula saudável neste grande tecido da vida, fazendo o que tem que fazer: realizando a si mesmo? Pense nisso.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo