Buscar
  • marianadiascadastr

Quem você está tentando ser?

Atualizado: Fev 18


Era uma vez uma moça chamada Mariana Dias que, um belo dia, se deu conta de que passava o tempo todo tentando se adequar aos padrões que identificava em sua vida profissional.


Mariana se deu conta de que estava fazendo o que disseram ser o melhor caminho e mais seguro. Mariana se deu conta de que estava tentando SER o que esperavam que ela fosse.


Mariana estava se adequando, e adequando sua vida... ao mundo do seu trabalho.


O que faz Mariana se dar conta de tudo isso?


A dor, o vazio, o estresse, o cansaço, o desânimo, a falta de sentido no que fazia.... uma tristeza...


Seria isso VIVER? Será mesmo que é assim que deveríamos viver? Se todos nós humanos, no final das contas, queremos ser felizes... por que se conformar e permitir um dia-a-dia imerso nesse tipo de sentimento?


Esses foram alguns dos questionamentos que Mariana começou a se fazer e a se responder, para finalmente parar de se adequar ao trabalho, para então passar a adequar seu trabalho à totalidade de sua vida, ou ao estilo de vida que traria, predominantemente, satisfação e felicidade à sua existência.


E, resumidamente, foi assim que eu parei de sofrer com trabalho e comecei a sentir prazer com minha vida profissional.


Quando não damos a atenção que nossa vida merece, acabamos entrando por caminhos ditados e, ao invés de experimentarmos cada uma de nossas experiências de vida para nos conhecer e colocar a nossa marca, nossa expressão, no mundo, sofremos com diversas de nossas experiências como marionetes tentando nos adequar às verdades relativas que nos são vendidas como verdades absolutas.


Quando eu percebi que eu estava o tempo todo tentando me adequar ao mundo profissional que eu vivia, percebi que eu não me conhecia, pois não estava me permitindo me envolver com o tipo de trabalho que me permitiria ser mais espontânea e verdadeiramente eu todos os dias. Passei muito tempo tentando ser alguma coisa, quando tudo o que eu precisava era fazer escolhas que me permitissem só SER quem sou.


Nós não temos que TENTAR SER alguma coisa. Nós já somos o que somos. E as experiências da vida, escolhidas e vividas com consciência, nos permite nos conhecer e nos transformar cada vez mais em nosso próprio algo melhor.


O que eu quero com esse texto é te provocar para fazer essa reflexão que um dia eu fiz e foi muito importante no meu processo de transformar minha vida profissional: Se insatisfação com sua vida profissional tem sido uma constante, e o desânimo e vazio está tomando conta dos seus dias, reflita sobre isso:


  1. Você está tentando se adequar aos padrões do mundo de sua vida profissional?

  2. Sua vida profissional te permite expressar-se com autenticidade? Permite expressar seu lado criativo?

  3. Sua vida profissional te permite desenvolver habilidades importantes para você e que te dão prazer?

  4. Sua vida profissional te permite estabelecer relacionamentos significativos e de qualidade para você?

  5. Já parou para pensar sobre o estilo de vida que quer viver?

  6. Que tipo de ajustes podem ser feitos no seu trabalho para que este se adeque e promova a vida que você escolhe viver?

  7. Que tipo de ajustes você pode fazer na sua vida profissional para que esta seja um espaço para sua verdadeira expressão, para que possa se conhecer, expressar e aprimorar sua criatividade e seus talentos?


É verdade que o mundo à nossa volta nos transforma, mas é verdade também que nós transformamos o mundo à nossa volta. Adequar-se a tudo sem questionar se aquilo realmente é bom para você é viver de forma passiva, simplesmente sendo jogado de um lado para o outro pelos eventos da vida. Dessa forma, você está o tempo todo sendo moldado, sem deixar a sua contribuição para o mundo à sua volta.


Quando você para de se adequar ao mundo profissional que escolheu sem muita consciência e começa a adequar de forma consciente sua vida profissional para o que é melhor para você, então começa a viver de forma ativa e passa a contribuir, a colocar a sua marca no mundo.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo