Buscar
  • marianadiascadastr

“Qualquer coisa abaixo de Florescimento (Humano) é um problema.” Entenda.

A palavra Florescimento é intuitiva para o que queremos dizer com florescimento humano. Imediatamente imaginamos o desabrochar de flores em árvores, por exemplo. O desabrochar das flores significa que a vida ali está acontecendo exatamente como tinha que ser, o processo da vida ali está acontecendo perfeitamente, com toda a sua potencialidade de gerar aquelas flores. Existe ali um funcionamento saudável, um funcionamento ótimo daquele organismo vivo.


O florescimento humano é isso, se trata do funcionamento ótimo do organismo vivo que chamamos de ser humano.


Em que condições acontece o florescimento humano?


Esse é o estudo da Psicologia Positiva: avaliar e produzir o florescimento humano. Existem uma série de estudos científicos nesse sentido. Já podemos contar com muitos avanços, mas ainda há muito o que ser feito. Porém, com o que já se sabe, conseguimos fazer muito pelo nosso florescimento.


A Organização Mundial da Saúde diz o seguinte:


“Saúde é o completo estado de bem-estar físico, mental e social, e não meramente a ausência de doença ou enfermidade.”


A Psicologia tradicional se ocupou por muito tempo em tratar as doenças mentais. Martin Seligman, o pai da Psicologia Positiva diz em seu livro Florescer:


“(...) como terapeuta, eu de vez em quando ajudava um paciente a se livrar de sua raiva, ansiedade e tristeza. Eu achava então que teria um paciente feliz. Mas isso nunca aconteceu. O que eu tinha era um paciente vazio. E isso porque as práticas que produzem o florescimento – emoções positivas, sentido, boas obras e relacionamentos positivos – estão acima e além das práticas que minimizam o sofrimento.”


Corey Keyes, psicólogo, sociólogo professor titular de Sociologia na Emory University (EUA) e cofundador da Sociedade para o Estudo do Desenvolvimento Humano, apresenta os estados humanos em dois contínuos: baixa e alta doença mental x baixa e alta saúde mental, como podemos ver a seguir:




(Extraído do material fornecido por Corey Keyes na aula de pós-graduação da PUCRS)



Note que o estado de florescimento é aquele em que temos entre moderada e baixa doença mental e moderada e alta saúde mental. Quanto maior nossa saúde mental e mais baixa nossa doença mental, mais próximos estamos do estado ótimo de florescimento. É onde queremos estar.


Note também que baixa saúde mental nos coloca no estado de debilitação, definhamento, mesmo que tenhamos baixo nível de doença mental.


Corey mostra uma série de exemplos que corrobora a seguinte afirmação:


“Qualquer coisa abaixo de Florescimento é um problema.”


Um dos exemplos são os dados deste gráfico em um estudo feito nos EUA, que mostra a média estimada de dias perdidos no trabalho, redução da jornada, visita médica física e visita médica mental:




(Extraído do material fornecido por Corey Keyes na aula de pós-graduação da PUCRS)


Note o alto percentual para os casos de depressão de não florescimento. Ou seja, são prejuízos para si mesmas e para a sociedade o não florescimento dessas pessoas.


Estudos como esse mostram a importância do florescimento humano não apenas no nível individual, mas para toda a sociedade.


O florescimento acontece na interação com o meio em que estamos, e isso envolve ação, intencionalidade, envolvimento pró ativo com as atividades que contribuem para o nosso florescimento.


Por isso o objetivo da Porquê Importa é promover o florescimento humano através da Construção de uma Carreira Positiva, afinal de contas, o trabalho consome a maior parte do tempo dos nossos dias, até mesmo de nossas vidas.


Se estruturarmos nosso trabalho de forma que permita nosso florescimento, o impacto na qualidade de nossas vidas será imenso, e poderemos desfrutar de uma vida plena da realização de quem somos, de nossa natureza humana, além de colocarmos no mundo nossa contribuição social, entregando grande valor no trabalho que realizamos.


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo